Pedras colhidas em Fão, terra do meu cunhado.

Com um simples toque de cores levam a primavera para dentro de casa.

 

 

SE FOSSE BORBOLETA

 

Borboletas de várias cores
Nesta linda tarde de verão
Aspiram o néctar das flores
Bailando e colorindo a estação.

As brancas trazem boas novas
E beijos enviados por meu amor
No silêncio me cantam as trovas
Pousando de flor em flor.

No canteiro de alfazema
Todas elas foram pousar
Desfrutando desse aroma
Suas asas suaves, a acariciar.

Se eu pudesse ser borboleta,
No teu cabelo pousar poderia . 
Sentindo seu aroma a alfazema,
Minha mão tua cabeça afagaria.
Teu rosto com as asas podia tocar,
E bem de leve teu rosto acariciar.
Se tudo isto não fosse fantasia
Teus lábios de mel poderia beijar.
(Leo Marques)

 

 

Fotos: Antonio Maia

 

publicado por RO ALMADA às 13:49