Por sol varanda loulé (12)

 

Quem eu amo nem sempre está junto a mim, mas está sempre no meu coração.

 

Sou um barco sem rumo e mar.

Um campo sem relva e flor.

Saudade imensa e tristeza que vem.

Sem ti, meu amor, eu não sou ninguém.

 

A distância me faz sofrer e as vezes me faz chorar, mas nada neste mundo vai me fazer deixar de te amar.

 

Apesar da distância que nos separa. Há sempre uma palavra que nos une.

                          AMOR

 

Por sol varanda loulé (5)

                                                                                                                                             ( António Maia )

 

 

publicado por RO ALMADA às 21:29