Vale a pena rever o depoimento dessa senhora da crônica de amor

de Raquel de Queiroz

 

 

Dona Alda, que já fez bodas de ouro, diz que o amor é principalmente paciência. Indaguei: e tolerância? Ela disse que tolerância é apenas paciência com um pouco de antipatia. E diz que o amor é também companhia e amizade. E saudade? Não, saudade não: saudade se tem duas pessoas, das alegrias das coisas da mocidade, da infância dos filhos. Mas do amor? Não. Afinal,  o amor não vai embora. Apenas envelhece, como a gente

 

 

publicado por RO ALMADA às 10:42