.

O “desaparecimento” de Deus

 

Um casal tinha dois filhos, um de 8 e outro de 10 anos, que eram umas “pestes”. Os pais sabiam que se houvesse alguma travessura na zona onde moravam, eles, com certeza, estariam metidos.

A mãe das crianças soube que o novo padre da localidade tinha tido bastante sucesso em disciplinar crianças. Então pediu ao reverendo que falasse com os meninos. O padre concordou, mas pediu para vê-los separadamente.

A mãe, então, mandou primeiro o filho mais novo.

O padre, um homem alto e com uma voz de trovão, sentou o garoto e perguntou-lhe austeramente:

- Onde está Deus?

O rapaz abriu a boca, mas não conseguiu emitir nenhum som, ficou sentado, com a boca aberta e os olhos arregalados.

Então, o padre repetiu a pergunta, num tom ainda mais severo:

- Onde estás Deus???...

Mais uma vez o miúdo permaneceu de boca aberta sem conseguir emitir qualquer resposta.

De novo, o padre levantou ainda mais a voz, e com o dedo no rosto do garoto gritou:

- ONDE ESTÁS DEUS??!!??...

O garoto saiu disparado da igreja e foi diretamente para casa, trancando-se no quarto.

Quando o irmão mais velho o encontrou, perguntou-lhe:

O que é que aconteceu?

O irmão mais novo, ainda tentando recuperar o fôlego, respondeu:

- Desta vez estamos mesmo tramados("lascados")! Deus desapareceu e acham que fomos nós!...

 

publicado por RO ALMADA às 12:41